FANDOM


Clockwork Bomb icon O tempo não é o único impedimento para a memória vívida.

Esta página está em construção. Por favor, colabore na ajuda desta página.

Coelho de Pelucia

Coelho de Pelúcia

Salve-nos, Alice!
— Coelho de Pelúcia para Alice em uma alucinação
Coelho de Pelúcia, ou Coelho de Brinquedo, é um brinquedo de pelúcia esfarrapado feito de pano que usava um colete solto. Ao longo dos anos, precisou de alguns reparos e perdeu um olho, assim como o colete azul escuro que usava.

É o bem mais precioso de Alice Liddell, pois ela ainda queria mantê-lo mesmo depois de adulta. É um dos objetos, se não o único, da família Liddell que sobreviveu ao incêndio e possui forte valor sentimental. No entanto, o brinquedo original havia sido perdido, presumivelmente durante a hospitalização de Alice na Enfermaria Littlemore ou os primeiros anos de Alice no Sanatório Rutledge, e a única cópia estava na posse de Radcliffe. Após seu desaparecimento, o paradeiro atual do brinquedo permanece desconhecido.

História Editar

Infância de Alice Editar

Alice dormindo com seu coelho de pelúcia

Alice dormindo com seu coelho de pelúcia

Supõe-se que o coelho de pelúcia era o brinquedo favorito de Alice quando criança, possivelmente sendo seu único brinquedo, já que nenhum outro brinquedo de pelúcia jamais foi visto. Poderia ter servido como uma forma de conforto para ela, já que ela dormia com ele todas as noites, e aparece junto a Alice no retrato de família Liddell.

Alice-Criança

Alice criança com seu coelho de pelúcia.

Na noite do incêndio, Alice estava segurando o coelho quando pulou pela janela para escapar do incêndio, salvando a si mesma e à pelúcia da incineração.

Enfermaria Littlemore Editar

Um recorte de jornal sobre Alice na enfermaria Littlemore mostra que ela tinha um coelho com ela. Não foi indicado se era seu brinquedo original ou um substituto.

Sanatório Rutledge Editar

Quando Alice foi institucionalizada no Sanatório Rutledge em 1864, ela ainda tinha o coelho em sua posse, e o Dr. Wilson acreditava que isso ajudaria em sua recuperação. No entanto, ele comentou mais tarde que era um "substituto do original, que desapareceu ha anos atrás".

Em setembro de 1873, enquanto Alice tirava uma soneca, a enfermeira D se encarregara de substituir o olho que faltava no brinquedo, mas quando Alice viu o trabalho de reparo, começou a soluçar histericamente e a falar em rima enigmática. Ela não parava de chorar até que o novo olho fosse removido e só retornara ao seu estado silencioso após a remoção. O evento permitiu ao Dr. Wilson descobrir que Alice podia falar.

Alice-no-sanatório

Alice em seu estado catatônico

Em novembro de 1873, os enfermeiros, que vinham maltratando Alice durante a maior parte de seu primeiro ano no asilo, tentaram arruinar o brinquedo de coelho "alimentando-o" em seu mingau. Isso provocou algo em Alice e ela atacou os enfermeiros com uma colher, deixando feridas pesadas, antes de ferir seus próprios pulsos. Depois que seus pulsos foram tratados, Alice voltou ao seu estado normal novamente.
Alice-Asylum-poster

Alice e seu coelho ilustrados no poster de Alice: Asylum

No mês seguinte, o Dr. Wilson removeu o coelho do quarto de Alice, fazendo-a gritar incontrolavelmente. No entanto, após cinco meses, a enfermeira D se cansou dos tratamentos de choque inúteis do médico e reparou o coelho de pelúcia antes de devolvê-lo a Alice. A enfermeira foi recompensada com um desenho do Coelho Branco feito por Alice.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.